- ser Corlys Velaryon, [rafa]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

- ser Corlys Velaryon, [rafa]

Mensagem  Dean em Qua Jun 07, 2017 1:18 am

Ficha de Personagem



ܓ Jogador: Rafa (R3)
ܓ Nome: Corlys Velaryon
ܓ Casa: Velaryon
ܓ Deus: Fé dos Sete
ܓ Gênero: Masculino
ܓ Idade: 19
ܓ Altura: 1,83m
ܓ Peso: 80kg
ܓ Olhos: Púrpuras e escuros
ܓ Cabelos: Loiro-prateados
ܓ Físico: Alto e de ombros largos, atlético e com uma postura perfeitamente reta.
ܓ Ocupação: Kingsguard

ܓ Personalidade: Leal, sério e resoluto. Comporta-se orgulhosamente e tem pouca tolerância com traidores. Corlys não teme morrer pelo reinado Targaryen ou pela Casa Velaryon. Sua resignação por Elaena, assim como o rancor pelo Connington, e seu serviço na Guarda Real acabaram endurecendo-o, e Corlys tornou-se mais parecido com o falecido Lucerys do que gostaria de admitir.

Background


“A batalha fora sangrenta. Os cantores nos fariam acreditar que tudo se resumiu a Rhaegar e Robert disputando naquele córrego por uma mulher que ambos alegavam amar, mas eu garanto, outros homens lutaram também”, um septão viria a dizer nos anos por vir.


Os preparativos para a guerra tinham sido apressados nas semanas que precederam a Batalha do Tridente. A maioria daqueles hábeis ou capazes de manejar armas havia sido convocada à capital para formar o exército do Dragão. Alguns herdeiros e outros homens que detinham funções essenciais foram poupados, mas um jovem rapaz que era apenas um sobrinho do Lorde Velaryon não teve esse luxo. Foi dado a ele o papel de servir como um dos escudeiros do Príncipe, um cargo de grande honra, todos pareciam querer lembrá-lo. Estaria ao lado de Rhaegar para compartilhar da glória quando a batalha fosse vencida. Os Velaryons sempre apoiaram os Targaryens desde antes da Conquista e daquela vez não foi diferente, o rapaz de bom grado serviria ao Príncipe. Porém se perguntassem a Corlys, ele diria que não houve glória a ser encontrada naquele campo de batalha.


Os exércitos haviam se encontrado à beira do Tridente. De um lado Rhaegar Targaryen, herdeiro ao Trono de Ferro, junto de suas tropas lealistas. Do outro o usurpador Robert Baratheon e seus traidores. O Príncipe era acompanhado de seus escudeiros, Corlys Velaryon sendo um deles. Tinha dezesseis anos no dia da batalha, e estava próximo de fazer dezessete. Conforme os exércitos se chocaram ficou claro que Rhaegar era uma força imparável, o Príncipe golpeava com a espada Blackfyre cortando aço e carne sem fazer distinção entre os dois. O conflito culminou no duelo entre o herdeiro e o usurpador, nisto todos estavam corretos. Quando os dois se encontraram os demais abriram espaço, e por um bom tempo a guerra acontecia ao redor dos líderes de cada exército. Corlys continuava na luta, mas não com a mesma facilidade ou habilidade que Rhaegar mostrou ter. O escudeiro já tinha meia flecha cravada no ombro quando seu cavalo foi atingido por uma lança, atirando o Velaryon ao chão, e o rapaz pousou com a cara no solo. Lama e sangue entraram pelos furos do seu elmo e Corlys não podia enxergar. Foi obrigado a remover o elmo em uma medida desesperada para voltar a ver. Tirou a sujeira e os cabelos suados de seus olhos, e a cena que viu o fez estremecer: tanto Rhaegar quanto Robert estavam caídos à beira do córrego, e lobos se aproximavam. Levantou-se do chão tirando a sua espada da lama e sentindo uma dor pungente em sua lateral, mas isso não o impediu. Diretamente à sua frente havia dois nortenhos, e mais tantos outros adiante no seu caminho até o Príncipe. Atirou seu elmo inútil na direção de um lanceiro logo antes de cortar um espadachim, o lanceiro foi o próximo, mas só depois de espetar o Velaryon na perna. Corlys seguiu mancando e sangrando em direção a Rhaegar, porém tivesse poucas esperanças. Os nortenhos eram muitos e o escudeiro estava ferido, mas nem tudo estava perdido. Um cavaleiro da Guarda Real apareceu correndo ao lado do Velaryon, passando os lobos na espada com uma graça digna de um artista sangrento. O cavaleiro branco seguiu mantendo os nortenhos afastados enquanto o escudeiro se abaixava ao lado do Príncipe. Rhaegar tinha o peitoral de sua armadura arruinado por um golpe brutal, os rubis se desprendiam do aço e se perdiam na água avermelhada que corria lentamente. Não saberia dizer se o herdeiro estava vivo ou morto, mas de qualquer forma enrolou a capa do Príncipe caído ao redor do seu braço e começou a puxar. O cavaleiro da Guarda Real teve um momento para olhar para trás e ver o Velaryon arrastando o Targaryen para longe da linha de frente, e sendo assim voltou obstinado ao combate sem ceder terreno algum, cobrindo a retirada. Os ferimentos e a perda de sangue faziam Corlys se sentir fraco e com frio, porém ele continuou arrastando. Não saberia dizer se seguiu daquela forma por um minuto ou uma hora, tampouco poderia estimar a distância que percorreu arrastando Rhaegar, só o que sabia era que perdeu sua espada no meio do caminho e que já parecia estar entre aliados quando seu corpo se rendeu e a escuridão tomou conta de seus sentidos.


Despertou em uma cama macia, e ao abrir os olhos tudo o que pôde ver na imagem embaçada foi uma lareira queimando do outro lado do quarto.
– Cory? – Ouviu-a chamar em sua doce voz.
– Laena? – Corlys perguntou rouco e confuso depois de alguns segundos. – Onde estamos?
– Derivamarca, no seu quarto. – Ela pegou uma caneca e cuidadosamente levou-a até a boca dele. Era algum tipo de caldo, uma sopa rala e morna.
Sua visão começou a se endireitar e ele percebeu que realmente estava no seu quarto. Ao seu lado sentada em uma cadeira estava sua prima Elaena Velaryon, tão adorável quanto se lembrava. Ela vestia as cores de sua Casa, com os cabelos lisos platinados caindo para frente dos ombros. Ela parecia ter angústia nos seus olhos púrpuras.
– Como cheguei até aqui? – O rapaz tinha tantas perguntas a fazer, não sabia quanto tempo tinha ficado desmaiado, nem quem o trouxera até seu lar, e muito menos sobre a batalha.
– Ouvi que a retirada da batalha foi desordenada, o exército da Coroa acabou se espalhando. Dizem que meu pai ordenou que mandassem os feridos de navio para cá. O castelo está lotado de nobres e cavaleiros em recuperação. Quando começaram a chegar e descobriram que você estava entre eles... Te vi desacordado e pálido, parecia quase morto. Fiquei tão preocupada... – Ela desviou o olhar por um instante antes de continuar. – Você chegou há cinco dias. Hoje é o dia do meu nome.
– Meus cumprimentos, Laena. – Ele disse com um sorriso doloroso. Corlys e Elaena tinham quase a mesma idade, nasceram com apenas quatro dias de diferença um do outro. Cresceram juntos e por isso eram muito unidos. Exceto nos últimos anos. O que ela disse também significava que ele havia dormido durante todo o décimo sétimo dia de seu nome.
A prima mostrou um sorrisinho caridoso antes de responder.
– Desejei o mesmo para você quatro dias atrás, mas acho que não me ouviu.
– Admito que não... – Confessou olhando-a ali sentada. – Ficou aqui esse tempo todo?
Elaena assentiu sutilmente sem dizer uma única palavra, logo antes dele tentar se mover. Foi tomado por uma dor forte no flanco direito que o fez grunhir e voltar para onde estava. Laena pareceu assustada ao se levantar e indicar que ele ficasse parado.
– O meistre disse que você não deve se mexer muito, Cory. Tem um ferimento no ombro e outro na perna, isso além de algumas costelas quebradas. Deve repousar. – Ela explicou.
O rapaz não teve opção senão obedecer. Bufou tanto de dor quanto de desagrado por ter que ficar mais sabe-se lá quantos dias de cama. Ao menos tinha a prima com quem conversar. Isso já era mais do que bom depois de tanto tempo afastados.
– O que aconteceu com o Príncipe e os outros?
– Dizem que Rhaegar foi ferido e que seus homens mais leais o levaram na retirada, os traidores fizeram o mesmo com o Baratheon. Meu pai e o seu devem estar em algum lugar com os lealistas, mas não sabemos onde. Nossos irmãos estão aqui, embora eu mal veja o meu. Uma vintena de nobres importantes perderam a vida em batalha ou por causa dela, incluindo o Lorde Rykker... – A moça disse erguendo os olhos para Corlys, parecendo minimamente entristecida.
Lorde Rykker era a quem Elaena estava prometida, o que significava que Corlys e a prima tinham mais uma chance de estarem juntos. Corlys já havia conhecido intimamente outras garotas, é verdade, porém era por Elaena que sempre foi encantado. Antes, durante a infância quando tinham quatorze anos de idade os dois foram vistos se beijando. O Lorde Velaryon ficou sabendo e ordenou que sua filha viesse residir com ele na capital, e os primos estiveram separados desde então. Elaena na corte tinha muitos pretendentes, e ainda mais admiradores. Muitos confundiriam o jeito gentil e inocente da moça por ingenuidade, mas a verdade é que Elaena Velaryon era observadora e tinha a mente afiada. Isto além da sua beleza valiriana.
Conforme piorava a situação do Rei Aerys, Elaena e Corlys trocaram de lugar, o rapaz indo para a capital e sua prima de volta para Derivamarca. Pouco tempo depois veio a notícia de que ela estaria a prometida a um lorde para firmar uma aliança e acordo de comércio. Aerys piorou, veio a batalha, e agora estavam onde estavam.


Nas próximas semanas durante a recuperação de Corlys, ele e Elaena passavam a maior parte do tempo juntos. Foram chegando mais notícias do continente. Rhaegar estava vivo e recuara para o sul com suas tropas. Depois ouviram sobre a queda da capital e a morte do Rei. E por final sobre a retomada de King’s Landing. O usurpador estava morto, finalmente. Ainda mais algumas semanas depois, receberam ordens do Lorde Velaryon para que retornassem à capital assim que possível. Ambos Corlys e Elaena. E foi o que fizeram.


Cruzaram com Sor Barristan Selmy ao adentrarem os portões da Fortaleza Vermelha com sua escolta. O Lorde Comandante parou onde estava ao avistar os Velaryons, e então se aproximou.
– Ninguém soube me dizer com certeza se ainda vivia, rapaz. Mas fico contente em ver que continua de pé. – Selmy disse examinando-o de cima a baixo. Seu tom soava respeitoso, e ele cumprimentou ambos com um aceno de cabeça.
– Agradeço, sor. – Corlys respondeu enquanto ambos Velaryons reverenciavam o homem lendário, o rapaz ficou curioso por sua aproximação.
– Eu o vi fazer caminho entre os nortenhos e depois levar o nosso então Príncipe para longe da linha de frente. – Disse Barristan.
– Era o senhor afastando os lobos? – Velaryon perguntou.
O homem da capa branca apenas assentiu em silêncio.
– Nomearam-lhe cavaleiro? – Foi a vez de Selmy perguntar.
– Não, senhor. – Corlys respondeu imaginando algo implícito naquelas palavras.
– Pois então ajoelhe-se. – Disse o Lorde Comandante da Guarda Real enquanto puxava a espada de sua bainha.
O rapaz hesitou surpreso, mas logo obedeceu grunhindo ao fazê-lo por causa das costelas que ainda mandavam punhaladas em seu peito. Sor Barristan disse as palavras e tocou-o nos ombros com a lâmina. Ao terminar, guardou a arma e gesticulou que Corlys se levantasse. Foi armado cavaleiro bem no meio do pátio, com guardas, servos e outros cavaleiros ao redor observando. Elaena presenciara o feito maravilhada.
– Venham. O Rei quererá vê-lo.


Atributos! (10)


૪ Atletismo
૪ Vigor
૪ Destreza
૪ Agilidade
૪ Inteligência
૪ Sorte 
૪ Percepção
૪ Carisma
★★★◆◆≠☆☆☆☆☆
★★◆◆☆≠☆☆☆☆☆
★★◆☆☆≠☆☆☆☆☆
★★★☆☆≠☆☆☆☆☆
★★★◆☆≠☆☆☆☆☆
★◆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
★◆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
★★★☆☆≠☆☆☆☆☆
★☆ ● ◯ ■□ ◆◇
Perícias


Pontos iniciais: Inteligência+6 x5 (ex: 2 de int +6 = 8, x5 = 40)
São XX pontos de perícias para serem distribuídos abaixo, porém, não poderão exceder o número de pontos da perícia ao número de pontos do atributo relativo com a perícia. 
Ex: um personagem com Atletismo 3 não poderá ter 4 pontos na perícia Briga, mas poderá ter 1, 2 ou 3 pontos em qualquer uma das perícias da 'aba' Atletismo.
Inteligência▓ História
▓ Geografia
▓ Medicina
▓ Linguística
▓ Linguística Antiga
★★☆☆☆≠☆☆☆☆☆
★★☆☆☆≠☆☆☆☆☆
☆☆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
★☆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
☆☆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
Agilidade▓ Acrobacia
▓ Contorcionismo
▓ Equilíbrio
▓ Esquiva
▓ Rapidez
▓ Arcos e Bestas
☆☆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
☆☆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
★★☆☆☆≠☆☆☆☆☆
★★★☆☆≠☆☆☆☆☆
★★★☆☆≠☆☆☆☆☆
☆☆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
Atletismo▓ Escalar
▓ Força
▓ Nadar
▓ Saltar
▓ Briga
▓ Machados
▓ Lanças
▓ Maças
▓ Martelos
▓ Lâminas Longas
▓ Lâminas Curtas
▓ Armas de Arremesso
▓ Bloquear
▓ Ofícios de Guerra
★☆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
★★◆☆☆≠☆☆☆☆☆
★★☆☆☆≠☆☆☆☆☆
★☆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
★★☆☆☆≠☆☆☆☆☆
☆☆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
☆☆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
☆☆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
☆☆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
★★★★★≠☆☆☆☆☆
☆☆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
☆☆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
★★★★★≠☆☆☆☆☆
★★◆☆☆≠☆☆☆☆☆
Destreza▓ Furtividade
▓ Furto
▓ Fechaduras
▓ Escapismo
▓ Caça
▓ Montaria
▓ Navegar
▓ Rastrear
▓ Usar Cordas
☆☆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
☆☆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
☆☆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
☆☆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
☆☆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
★◆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
★★◆☆☆≠☆☆☆☆☆
☆☆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
★★☆☆☆≠☆☆☆☆☆
Carisma▓ Empatia c/ Animais
▓ Manipulação
▓ Liderança
▓ Lábia
▓ Seduzir
▓ Blefar
▓ Intimidar
▓ Disfarce
☆☆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
☆☆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
★★★☆☆≠☆☆☆☆☆
★☆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
☆☆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
☆☆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
★★☆☆☆≠☆☆☆☆☆
☆☆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
Percepção▓ Detectar Mentiras
▓ Observar
▓ Ouvir
▓ Procurar
☆☆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
◆◆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
☆☆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
☆☆☆☆☆≠☆☆☆☆☆
Vantagem/Desvantagem


Vantagem:


ჯ Nome: Amor Verdadeiro
ჯ Custo: 1 ponto

ჯ Nome: Senhor do Combate
ჯ Custo: 2 pontos

ჯ Nome: Fama
ჯ Custo: 1 ponto

ჯ Nome: Líder Nato
ჯ Custo: 1 ponto

ჯ Nome : Saúde de Ferro
ჯ Custo: 1 ponto

ჯ Nome: Sentido Aguçado (Visão)
ჯ Custo: 1 ponto

Desvantagem:


ჯ Nome: Fanático (Lealista Targaryen)
ჯ Custo: -2 pontos

ჯ Nome: Código da Honestidade
ჯ Custo: -1 ponto

ჯ Nome: Juramento (Guarda Real)
ჯ Custo: -3 pontos
Equipamentos

Arma:

Longsword

Dagger

Dano


[1d8+(Atletismo+2)]

[1d4+(Agilidade-3)]

Multiplicador


[1,5]

[1,5]

Durabilidade


[5x2]

[1]

Material


[D]

[Comum]

Tipo


[Uma/Duas Mãos]

[Uma Mão]
Armor:

RD


[9+2]

Penalidade


[6-1]

Durabilidade


[8x2]

Material


[D]

Peso


[7]
Escudo:
Escudo Grande

ABS


[8+2]

Defesa Passiva


[3]

Durabilidade


[8x2]

Material


[D]

Peso


[4]

avatar

Dean

Narrador

Narrador

Mensagens : 109
Data de inscrição : 27/05/2017
Idade : 22
Localização : everywhere

Ficha do personagem
HP:
999/999  (999/999)
RD:
999/999  (999/999)
DP:
999/999  (999/999)

Ver perfil do usuário http://asoiaf.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum