Sile Stark

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Sile Stark

Mensagem  Dean em Seg Jul 10, 2017 2:13 am






Season 2, Capítulo 1


Winterfell: enevado


De uma hora pra outra...
A pequena Sile deixou de ser uma Dayne qualquer, ou melhor
uma bastarda Dayne, para se tornar.
A Princesa do Norte: Sile Stark.

O romance de Brandon e Ashara em seu início acabou gerando uma agradável surpresa para ambos, mas para seu familiares, talvez uma afronta e uma desonra, mais ainda por parte do herdeiro do Norte. Por conta disso, o galante Brandon deixou para trás todos seus afazeres como herdeiro de Rickard e em segredo, partiu para o deserto dornês. Lá, escondido de todos, tomou Ashara como sua esposa mesmo que todos fossem ser contra. Os acontecimentos daí em diante, ainda está bem fresco na memória de todos...
É dito pelas más línguas, que Brandon fora enfeitiçado pela Dayne. Em um dia havia conhecido-a e no outro estava completamente apaixonado. Uma grande caminhada de Ashara que vivia na sombra do sucesso de seu irmão A Espada do Amanhã, pular para a Senhora do Norte quando o pai de Brandon falecesse. Mas não passou de um rumor desprovido daquelas que invejavam Ashara pela sua nova posição de poder e destaque.
Logo o então herdeiro se tornou o Lorde, e não muito depois, o então Lorde se auto declarou Rei e tomou uma coroa sobre suas cabeças. Determinado em vingar seus familiares, Brandon levantou não só sua Casa e seus vassalos contra seus inimigos, mas fez o que nenhum outro Rei do Norte ou Stark havia feito antes: compartilhou de suas terras com os selvagens além da muralha e em troca garantiu o apoio de dezenas de tribos contra seus inimigos. Em pouco tempo, o Norte que possuía a força bélica mais precária depois da falha da rebelião de Robert, tornou-se o principal exército e força dentre os Sete Reinos. O Lobo que traria fim aos dragões. O Lobo que traria a liberdade mais uma vez para o norte. Era assim que Brandon Stark era visto por seus súditos e homens, como um grande homem.
Mas não era assim que o Rei do Norte vinha se portando nos últimos tempos. Irritadiço e explosivo, Brandon Stark estava sempre nervoso e na ponta do precipício depois de descobrir a morte de seus irmãos: Lyanna e Benjen. Por dois anos Brandon esperou pela sua vingança, e por dois anos, a fúria e a ira o consumia por dentro. O homem alegre, brincalhão e feliz, sumiu, dando espaço para o sujeito autoritário e ditador.
Logo não pode mais conter sua sede de sangue e vingança, e decidiu que era hora de marchar. Com Stannis Baratheon ao seu lado, estava na hora de marchar para o sul e destruir tudo o que estava em sua frente.
Brandon tinha ao seu lado não só o maior exército já visto no Norte, como este também era composto por cinco mamutes e cinco gigantes que montavam tais criaturas.
Os sulistas não temiam os nortenhos pois acreditavam que a força destes residia em conhecer suas vastas terras e serem resistentes aos climas mais frios possíveis. Portanto, em uma batalha no sul, não seriam tão perigosos: estavam prestes a mudar essa opinião ao ver a fúria do Rei do Norte e seus homens.
Antes racional, Brandon agora agia simplesmente pela suas emoções, o que era algo perigoso. Nem seu irmão, Eddard, conseguia as vezes, colocar juízo na cabeça do Rei. A única pessoa que vez ou outra era capaz de acalmá-lo era sua esposa, Ashara. E na presença de sua filha, ele se portava manso e gentil como uma lebre.

- Está pronta, Sile? - a perguntou montado em um cavalo branco com uma capa de pelos de urso enorme que descia por suas costas. A coroa de bronze reluzia em sua cabeça e seu sorriso demonstrava um homem diferente do irritadiço Rei. - Hoje marcharemos para o sul. Hoje mostraremos que nenhum Lobo teme o Dragão. -

Sile estava montada em um cavalo ao lado esquerdo de seu pai. Ao lado direito do Rei estava a Rainha - sua mãe. Estavam os três parados frente aos portões de Winterfell que se erguia com dificuldade e derrubava quilos de neve conforme se movia. A frente: o enorme exército os esperava para marchar. Homens de mais de uma dezena de casas nobres, além dos selvagens e seus gigantes. Mais de quarenta mil cabeças. Atrás: os lordes e comandantes de Brandon que tinham o trabalho de manter a ordem entre os homens. Um trabalho um tanto quanto difícil. Ainda mais entre algumas casas do Norte que ainda resistiam a ideia de lutar ao lado de selvagens e de ceder terras para os mesmo. Os Umbers por exemplo, eram completamente contra a situação, tendo em vista que por séculos os membros da casa davam sua vida para lutar contra selvagens invasores.
O clima entre as tropas estava tenso, e a qualquer momento, os generais temiam que o maior exército nortenho já visto, pudesse virar uns contra os outros. O que seria uma situação deleitosa e cômica para os sulistas.



avatar

Dean

Narrador

Narrador

Mensagens : 109
Data de inscrição : 27/05/2017
Idade : 22
Localização : everywhere

Ficha do personagem
HP:
999/999  (999/999)
RD:
999/999  (999/999)
DP:
999/999  (999/999)

Ver perfil do usuário http://asoiaf.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sile Stark

Mensagem  Sile Stark em Seg Jul 17, 2017 2:28 pm



Estava ao lado de seu pai, montada em seu corcel enquanto esperava as ordens para seguir ao Sul. Coberta por um grande casaco de pele que protegia todo o seu corpo do frio, observando a imponência de seu pai diante ao grande exército do Norte. O sangue lateja em suas veias, e seu corpo se agita com uma mistura inebriante de expectativa e empolgação. Repousava a mão sobre a cintura, e seus dedos encontravam a bainha de sua espada a tocando com carinho, como se acariciasse a bochecha de um bebê. Desviou seu olhar por um instante, pestanejando enquanto ouvia a voz de Brandon, lembrando-se de pendências que a prendiam ao passado.

- Yronwood... Sussurrava para si, como se tentasse exorcizar os demônios que a rodeavam. Apertando suas mãos sobre as rédeas.

– Sim pai! Fixava seus olhos sobre o grande exército. Sempre ouvia relatos de guerras passadas, como muitas crianças que se regozijavam com as histórias heroicas. Mas ela vira algo novo nos olhos da mãe. Talvez aquele olhar fosse novo para ela, que nasceu em uma época diferente. No entanto, foi um olhar que a fez sentir que aquelas velhas histórias poderiam voltar e ameaçar o mundo em que vivia. Não, ela não queria ser uma menina alienada e medrosa. Ela era filha de Brandon e Ashara. Havia um fogo queimando em seu coração, uma sensação que ela não conhecia. E ela tinha certeza que foi esse fogo que a fez estar ali. Próxima ao seu pai voltava a sua atenção para ele, preocupada com o que estaria por vir.

– Uma guerra está para começar e o inimigo é forte. Ele só ainda não constitui uma ameaça sólida e imediata porque ainda não encontrou a arma que o fará invencível. Sua expressão era séria. Sile havia aprendido muito com Ashara, e via em seu pai um otimismo ainda inabalado que parecia frágil e destinado a ser estilhaçado como uma tigela de cristal nas mãos de uma criança.

- Novamente batalhas eclodirão de muitas partes diferentes, no Norte e no Sul. E experimentaremos a guerra e enfrentaremos nossos medos.



avatar

Sile Stark

Novato

Novato

Mensagens : 3
Data de inscrição : 04/06/2017

Ficha do personagem
HP:
20/20  (20/20)
RD:
8/8  (8/8)
DP:
15/15  (15/15)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum